Pecuária Bovina


Os Microorganismos Benéficos podem fazer muito mais do que bons vinhos e queijos, eles também podem ajudar na Pecuária Bovina.

O EM•1® tem uma ampla gama de aplicações na pecuária que vai desde a recuperação de pastagens até a sanitização do gado e das instalações. O uso da Tecnologia EM™ é simples e totalmente adaptável às condições existentes nos atuais sistemas de produção pecuária. Veja a seguir como usar o EM•1® e os benefícios que lhe pode brindar.

Recuperação de pastagens

Uso na água e alimentação

Controle de pragas

Manejo de residuos orgânicos

Limpeza de instalações e controle de mau odor

Tratamento de efluentes

 

Recuperação de pastagens


O EM•1® poderá ser usado para melhorar as condições físico-químicas e microbiológicas do solo, ao passo que ajuda a acelerar a decomposição natural dos resíduos orgânicos deixados nas pastagens. Com isso, é possível recuperar as pastagens degradas e aumentar a disponibilidade de matéria seca para o rebanho.

Modo de usar e considerações


•    20 a 40L por ha, realizando de 4 a 8 aplicações anuais.

Para um melhor e rápido resultado, pode-se realizar o seguinte esquema de aplicações e dosagens:
•    1º ano - 40 L por ha, realizando 8 aplicações por ano
•    2º ano - 30 L por ha, realizando 6 aplicações por ano
•    3º ano em diante - 20 L por ha realizando 4 aplicações por ano.

* Se houver um sistema de irrigação, não há custo de aplicação pois o EM•1®-Ativado pode ser aplicado através do sistema, diluindo diretamente no tanque de captação ou dosando no sistema venturi.

Nos solos pobres de Matéria Orgânica com menos de 1,5%, o EM™ será pouco efetivo já que ocupa de Matéria Orgânica para trabalhar adequadamente.

Beneficios

•    Acelera a decomposição natural dos resíduos orgânicos nas pastagens, excretas e palha seca.
•    Promove a formação de agregado no solo e aumenta a resistência contra compactação.
•    Estimula o crescimento das raízes, melhorando a capacidade de absorção de água e nutrientes.
•    Aumenta a viabilidade e disponibilidade dos nutrientes do solo e das fertilizações.
•    Melhora substancilmente a qualidade do pasto.
•    Ajuda a melhorar a estrutura do solo e porosidade.
•    Maximiza a conversão de matéria orgânica em húmus.
•    Aumenta a produção natural de húmus e favorece a produção de substâncias orgânicas benéficas promotoras de crescimento, melhorando a nutrição das plantas pela solubilização do fósforo e potássio.
•    Aumenta a população de microorganismos benéficos do solo, ajudando a suprimir os microorganismos que causam doenças, ajudando ainda a reduzir os nematóides.
•    Representa uma alternativa de baixo custo para recuperação de pastagens.

Voltar ao Topo

 

Uso na água e alimentação


O uso do EM•1® na alimentação e na água fornecida ao gado visa incrementar a digestibilidade e a assimilação de nutrientes, isso porque os microorganismos como Lactobacillus e Saccharomyces têm sido usados com muito sucesso como probióticos na alimentação animal. Alem disso, ao fazer mais eficiente o processo digestivo e ruminal, o EM•1® ajuda a reduzir a produção de gases intestinais nocivos (metano), e conseqüentemente, os animais se alimentam mais e melhor.

O EM•1® pode-se usar de duas maneiras na alimentação: pela fermentação direta de algum componente alimentício (Bokashi) ou pela aspersão direta sobre o concentrado ou ração.

Modo de usar e considerações:


•    Água fornecida aos animais:
- 1 L de EM•1®-Ativado por cada 3.000 L de água.
- Diluir diretamente o EM•1®-Ativado no tanque ou reservatório.
- Forneça o EM•1® diariamente durante o ciclo produtivo.

•    Sal Mineral ofrecida aos animais:
-1 L de EM•1®-Ativado em 10 litros de água limpa sem cloro.
- Pulverize a solução sobre o sal mineral no cocho uma vez por semana.


•    Alimentação suplementaria:

1.    Aspersão direta:
•    1 L de EM•1®-Ativado em 100 litros de água limpa sem cloro.
•    Pulverize a solução diariamente sobre a ração, silagem ou suplemento que será fornecido ao gado.

2.    Bokashi anaeróbico comestível:
•    Para a fermentação do alimento (Bokashi), usa-se de 0,5L - 1 L de EM•1®-Ativado para 10 Kg de concentrado ou qualquer outro componente da ração como farelo de trigo, farelo de arroz, farelo de soja, farelo de milho, etc. Uma vez feito o Bokashi, use-o diariamente na dose de 1% a 3% do total do alimento fornecido.

Para fazer o Bokashi, realize os seguintes procedimentos:

-Distribua o material selecionado sobre uma superfície compactada limpa, de preferência sobre uma lona plástica ou piso de cimento;
-Pulverize o EM•1®-Ativado sobre todo o material, misturando bem para homogeneizar. Se a água usada na pulverização não for suficiente, agregue mais água ao material para obter uma umidade final entre 30 a 35%.
-Coloque o material em uma bolsa plástica ou recipiente que possa manter as condições totalmente herméticas. Se pode usar bombonas plásticas de 200 L com tampa removível.
-Faça a extração do ar do interior da bolsa plástica ou recipiente, já seja por meio de pressão manual ou com um aspirador. Feche muito bem para evitar a entrada de ar.
-Coloque as bolsas plásticas ou o recipiente em local fresco e ao abrigo da luz, e deixe fermentar naturalmente por uns 7 a 10 dias. Durante este período, faça o controle da temperatura, para que a mesma não ultrapasse mais de 35ºC. Se a temperatura ultrapassar este limite, volte a misturar o material.
-Depois deste período, o Bokashi deverá apresentar um cheiro agridoce agradável, lembrando um licor. Neste momento, o Bokashi está pronto para ser usado.
-Se o Bokashi não apresentar cheiro agradável, isso significa que houve contaminação, e o material deverá ser descartado.
-DOSE DO BOKASHI: forneça o Bokashi diariamente. Na primeira semana, use 1% de Bokashi no total da alimentação, passando para 2% na semana seguinte, e a partir da terceira semana use 3%.

Beneficios


•    Suprime o mau cheiro das instalações e do gado.
•    Ajuda a diminuir a incidência de moscas, carrapatos e outros insetos indesejáveis.
•    Ajuda a melhorar significativamente a saúde dos animais
•    Ajuda a reduzir os fatores de “stress” do animal, ajudando a reforçar o sistema imunológico contra doenças.
•    Ajuda a melhorar a fecundidade do rebanho.
•    Quando utilizado na alimentação, produz indiretamente esterco de alta qualidade.
•    Ajuda a reduzir os requerimentos regulares de medicinas, antibióticos e desinfetantes.
•    Quando usado no suplemento como aditivo, ajuda a melhorar a digestibilidade e o aproveitamento dos minerais, e conseqüentemente, melhora a conversão alimentar e o ganho de peso dos animais.
•    Ajuda a reduzir a produção de gás metano intestinal, e conseqüentemente os animais se alimentam mais e melhor.
•    Melhora microbiológicamente a qualidade da água, além de enriquecê-la com substância benéficas (aminoácidos, vitaminas e enzimas), que ajudam a melhorar a digestibilidade e a assimilação de nutrientes.


Os melhores resultados têm sido obtidos usando o EM•1® de maneira integral nas três formas descritas acima. Os microorganismos contidos no EM•1® são todos naturais e já existem no sistema digestivo do gado, porém em pequenas quantidades. Com o uso continuo do EM•1®, as populações destes microorganismos benéficos aumentam, fazendo o sistema digestivo mais eficiente e suprimindo os microorganismos patógenos.

Voltar ao Topo

 

Controle de pragas


O EM•1® pode ser usado para ajudar na sanitização das instalações e do rebanho. Entretanto, para usar o EM•5 como saneante, é preciso realizar uma diluição e uma ativação diferente à indicada para o produto. Para isso, realize os seguintes procedimentos:

•    Preparar uma solução com os seguintes ingredientes e quantidades (podem variar de acordo às necessidades):

Água limpa e sem cloro.... 600 mL
Melaço de cana.............. 100 mL
Vinagre de frutas............ 100 mL
Álcool a 40%.................. 100 mL
EM•1........................... 100 mL
 
•    Disponha de um recipiente plástico, que permita o fechamento hermético.
•    Dissolva o melaço de cana na água.
•    Agregue o vinagre, o álcool e o EM•1®, e misture muito bem até formar uma solução homogenia.
•    Passe a solução para o recipiente plástico e feche bem para evitar a entrada de ar.
•    Mantenha o recipiente em local cálido a quente (25 a 40ºC) durante um período entre 4 a 7 dias para fermentação.
•    Durante a fermentação, já a partir do 2º dia, há a produção de gás; e é preciso eliminar o excesso abrindo o recipiente apenas o suficiente para extrair o gás. Realize a extração do gás quando necessário.
•    O produto está pronto para usar a partir do 4 ao 7º dia, quando o pH da solução estiver abaixo de 4,0, ou quando apresentar um cheiro agridoce agradável, lembrando um licor, e houver a mudança de cor de marrom-escuro para marrom-alaranjado.
•    O produto deverá ser utilizado no máximo 35 dias após a ativação. NOTA: se o cheiro da solução lembrar putrefação e não for agridoce e agradável, ou o pH não estiver abaixo de 4,0, então houve contaminação e a solução deverá ser descartada.
•    Armazene a solução sempre bem tampada, em local fresco, arejado e fora do alcance de crianças e animais domésticos.
•    ATENÇÃO: Para a ativação, não use embalagens que possam ser confundidas com bebidas.

Modo de usar e considerações


•    Instalações:
- 1 L para 100 L de água limpa sem cloro.
- Pulverizar a solução em toda a instalação e ao redor uma vez por mês.

•    Gado:
- Prepare uma solução com 2% do produto e 1% de óleo vegetal, ou seja, 400 mL do produto mais 200 mL de óleo vegetal em 19,4 L de água.
- Pulverize todo o gado a cada 15 dias até que os carrapatos e as moscas diminuam ou desapareçam. Se os animais voltarem a ficar infestados, volte a realizar as aplicações a cada 15 dias.

Beneficios

•    Redução na infestação de carrapatos e de moscas-do-chifre nos animais.
•    Redução do estresse dos animais.
•    Redução do uso de agrotóxico nos animais.
•    Redução nos custos operacionais da fazenda.

Voltar ao Topo

 

Manejo de residuos orgânicos


O EM•1® poderá ser usado para realizar o manejo e o tratamento do esterco diretamente no curral, já seja em piso ou em cama, transformando todos os resíduos em um composto de excelente qualidade e enriquecido com microorganismos e substâncias benéficas

Modo de usar e Considerações


•    1 L de EM•1®-Ativado por cada 300 m2 de curral ou cama
•    Diluir o EM•1®-Ativado em 19 litros de água limpa sem cloro e pulverizar 300 m2.
•    Direcione a pulverização diretamente para as excretas e o piso do curral. Realize aplicações diárias preferivelmente antes de recolher o esterco.
•    Se estiver trabalhando com camas, pulverize diariamente sobre a cama depois que o gado sair do curral.
•    Para tanques de coleta e armazenagem do esterco, aplique 1 L do EM•1®-Ativado para cada 1 m3 de volume total de esterco. Esta inoculação ajudará a acelerar o processo de humificação do esterco e ajudará a eliminar o mau cheiro e a presença de insetos.

Para os casos onde haja um grande volume de esterco e outros resíduos orgânicos, por exemplo, sistema de confinamento, pode-se transformar estes resíduos em um fértil composto (Bokashi) em um curto espaço de tempo (2 a 3 semanas). O produto final pode ser reaplicado no campo ou ensacado e comercializado. Para isso, use a seguintes orientações:

Modo de usar y considerações

•    1 L de EM•1®-Ativado por cada 1m³ ou tonelada de material (total da mistura dos resíduos).
•    Geralmente 18 L de água são suficiente para pulverizar 1m³ de material a ser fermentado. Apenas Dilua 1 L de EM•1®-Ativado em 18 L de água.
•    Se possível, agregar à mistura, cal virgem ou gesso, na proporção de 10Kg por m³, para ajudar na retenção do nitrogênio.
•    Se as partículas dos resíduos são muito grandes, triture o material. Isso acelerará o processo de fermentação.
•    Enquanto mistura o material, pulverize a solução de EM•1®-Ativado sobre todo o material para que possa entrar em contato com todas as partículas.
•    Pulverize apenas uma vez.
•    Forme pilas de 1,5m de altura por 3m de largura, para facilitar o manuseio do material.
•    Para uma melhor fermentação, mantenha uma umidade de 40% (40% de umidade é quando ao pressionar o material com a mão, não escorrerá água entre os dedos), e se possível cubra o material com uma lona plástica.
•    Se possível, realize o controle de temperatura, evitando que a mesma ultrapasse 60ºC. Se a temperatura ultrapassar este limite, realize novamente a mistura do material para baixar a temperatura.
•    Em 2 a 3 semanas, o composto estará pronto para ser utilizado.
•    Aplique o composto diretamente no campo na dosagem de 1kg por m².

Beneficios

•    Acelera o processo de fermentação dos resíduos orgânicos, apenas 2 a 3 semanas.
•    Aumenta a disponibilidade dos nutrientes contidos nos resíduos orgânicos, principalmente Nitrogênio e Fósforo.
•    Acelera a conversão da matéria orgânica em húmus, e enriquece o composto com microorganismos e substâncias benéficas.
•    Reduz o custo de transporte dos resíduos para o campo, pois diminui o volume.
•    O processo é inodoro e sem presença de insetos.
•    Otimiza o espaço físico necessário para o manejo do esterco, e conseqüentemente diminui o uso de maquinarias e reduz os custos de infraestrutura para o aproveitamento dos resíduos.
•    Ajuda a eliminar o mal cheiro das instalações, e conseqüentemente a eliminar a presença de moscas.
•    Representa uma alternativa sumamente barata para o manejo do esterco e outros resíduos.

Voltar ao Topo

 

Limpeza de instalações e controle de mau odor

O EM•1® poderá ser diluído nos tanques que armazenam a água de limpeza das instalações, ou simplesmente pulverizado manual ou automaticamente para realizar a sanitização e controle do mau cheiro nas instalações.

Modo de usar y considerações

•    Se usado na água de limpeza ou nebulazição, usa-se 1 L de EM•1®-Ativado para cada 50 L água. Apenas dilua o EM•1®-Ativado no tanque, mantendo a diluição de 1 para 50 L todas as vezes que renovar a água do tanque. Pode-se usar neste caso, um dosador. Use a água diariamente nas atividades rotineiras da granja.
•    Se usado na pulverização direta, usa-se 1 L de EM•1®-Ativado em 19 L de água para cada 300 m2 de instalação. Realizar uma pulverização diária das baias e ao redores durante 2 semanas seguidas. Uma vez desapareçam os odores, pulverizar 3 vezes por semana até o final do ciclo produtivo. Se os odores voltarem a aparecer, deverá realizar aplicações diárias novamente por mais uma semana.

As pulverizações diárias têm como objetivo estabelecer as populações dos microorganismos eficazes nas excretas e na lâmina d´água, impedindo a proliferação de outros microorganismos que apodrecem a matéria orgânica, causam o mau cheiro e doenças.

Beneficios

•    Promove significativamente a redução do mau cheiro das instalações.
•    Reduz a presença de moscas e outros insetos.
•    Inocula indiretamente o sistema de biodigestor, caso este esteja presente.
•    Reduz a produção de gases nocivos como amoníaco, sulfídrico e mercaptano.
•    Ajuda a obter resíduos de excelente qualidade que podem ser usados como adubo.
•    É de baixo custo.
•    É uma alternativa sem impactos ambientais.
•    Promove uma boa relação do produtor com a vizinhança.

Voltar ao Topo

 

Tratamento de efluentes


Uma das melhores ferramentas para o tratamento natural dos efluentes da leiteria é o EM•1®. O uso do EM•1® evita a construção de instalações caras e de alta manutenção para o tratamento dos efluentes, ao passo que ainda diminui o stress do plantel e dos trabalhadores, pois estes já não inalaram gases nocivos à saúde e estarão livres do mau cheiro.
O EM•1® também poderá ser inoculado no sistema do biodigestor e funcionará como um catalizador para a decomposição dos dejetos, produzindo metano muito mais purificado. Se não houver um biodigestor, o EM•1® poderá ser usado para compostar rapidamente, e sem mau cheiro, todos os dejetos sólidos.

Modo de usar e considerações


O tratamento de efluentes com o EM•1® deverá ser realizado em duas fases, Tratamento de Choque e Manutenção.

1.    TRATAMENTO DE CHOQUE

•    Para Sistemas com DBO entre 2.000 e 1.000 mg/L, use a dose de 1 L de EM•1®-Ativado para cada 500 L do volume total das lagoas ou tanques de tratamento.
•    Para Sistemas com DBO abaixo de 1.000 mg/L, use a dose de 1 L de EM•1®-Ativado para cada 1.000 L do volume total das lagoas ou tanques de tratamento

Para lagoas e tanques de sedimentação, aerados ou não, seguir o seguinte esquema de aplicações:

•    Primeiro mês: 3 aplicações semanais na dose recomendada de acordo a DBO do sistema.
•    Se ao término do tratamento não houver resultados significativos, repetir a dosagem por mais 1 mês.

2.    MANUTENÇÃO DO SISTEMA

•    Realizar a manutenção do sistema aplicando semanalmente 1 L de EM•1®-Ativado para cada 1.000 L de efluente, em base a carga diária do sistema.
•    Após o 6 mês de manutenção, realizar-se-ão apenas aplicações trimestrais com a mesma dosagem.
•    A manutenção será necessária sempre e quando houver descargas diárias nas lagoas ou tanques de tratamento

Beneficios

•    Reduz eficazmente o mau cheiro do sistema.
•    Digere rapidamente a matéria orgânica, e conseqüentemente reduz a DBO e DQO.
•    Reduz eficazmente a concentração de coliformes.
•    Reduz eficientemente gases nocivos como amoníaco, hidrogênio sulfídrico, e o metil-mercaptano.
•    Evita a construção de sistemas caros e de alta manutenção para o tratamento dos efluentes.
•    Incrementa a produção e purifica o gás metano nos biodigestores.
•    Diminui o estresse do plantel e dos trabalhadores com a redução do mau odor e da produção de gases nocivos.

Voltar ao Topo

 

¡Deixe que nossos microorganismos trabalhem por você!

"Uma sociedade sustentável baseada na coexistência e na prosperidade, na informação de qualidade, na segurança, na conveniência, no baixo custo e na alta qualidade." (Dr.Teruo Higa)

Espanol | Portugues | English